Programa de desenvolvimento profissional para jovens é apresentado em Tribuna Livre

Na Tribuna Livre que aconteceu nesta quarta-feira (2/10), na Câmara Municipal de Curitiba, foi apresentado o programa Educação Para o Desenvolvimento Local, um projeto de desenvolvimento e capacitação de jovens em situação de vulnerabilidade pela idealizadora e diretora do programa Juliane Marise Barbosa Teixeira, convidada pelo vereador Pier para explicar o trabalho desenvolvido na comunidade do Boqueirão.

“Convidamos a Juliana porque desenvolve no Boqueirão um projeto incrível. De acordo com o resultado do Fala Curitiba 2019, detectamos em pelo menos seis das nossas regionais, a grande preocupação da população com a vulnerabilidade que nossos adolescentes apresentam em relação às drogas, criminalidade e outras questões que corrompem o futuro de qualquer pessoa, projetos como esse devem ser divulgados para que sirvam de exemplo de boas práticas”, destacou Pier.

O projeto existe desde março de 2017 com formação gratuita. Mais de 920 jovens já foram atendidos e atualmente sete escolas estaduais atuam como parceiras. O programa tem como objetivo oferecer as escolas públicas e seus parceiros do bairro do Boqueirão, além da qualificação profissional e orientação para o mercado de trabalho, uma alternativa para convivência social, fora dos horários escolares para crianças e adolescentes de 11 a 17 anos que podem ou não viver em situação de vulnerabilidade social.

A seleção dos jovens acontece de três formas: os próprios alunos indicam até três colegas de cada sala de uma escola para receber a bolsa, ou escrevem uma redação sobre quem os inspira na vida ou por indicação dos próprios professores. O projeto tem capacidade para 15 escolas e 84 alunos por mês, a média hoje é de 54 e trabalha pelo valor da família, além de se preocupar em agir contra a desigualdade.

Todas as formações são gratuitas e para as famílias ocorrem agendas semanais, palestras para os pais ou responsáveis dos alunos, oportunidade de participação e oficinas de currículos, além de palestras sobre recolocação profissional. Para o público de 11 a 14 anos são abordados temas comuns como jogos online, telefones celulares e computadores, um motivo para que se possa adentrar aos perigos na exposição desenfreada dos jovens frente aos não limites da tecnologia e da internet como pedofilia, cyber bullying e vídeos que ensinam atos contra a própria vida. São oferecidas bolsas integrais por empresas parceiras do projeto, para cursos com até 8 horas de formação e que chamem atenção dos alunos como, por exemplo, ser um youtuber, games, programação e Microsoft. Para o público de 14 anos são feitos seminários sobre programas de apoio a profissionalização e mercado de trabalho, workshops e palestras.

 “Temos que ter como compromisso o fortalecimento e o desenvolvimento de bons projetos, que oferece oportunidade de um futuro digno para nossos jovens”, finaliza o Vereador Pier sobre a importância do programa, que ainda inclui interações importantes como o promovido pelo Lar Iraci Dantas do bairro Xaxim, em que os jovens visitam idosos moradores do lar e que estão abandonados pelas famílias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s